SALVAÇÃO

Esta é a pergunta mais importante que o homem pode fazer: "O que é preciso para salvar-me"? O que quer que ele tenha de fazer, por mais tempo que gaste nisso, a fim de compreender a maneira com pode ser salvo, o tempo e o esforço valem a pena. Esse tempo será recompensado com a paz com Deus e o próximo, e sua segurança de relacionamento com Deus. Nesta seção foram incluídas repostas às perguntas feitas sobre como o homem é salvo por Deus e o que significa salvação.


Vivi 70 anos e sempre tentei ter uma vida justa, mas algumas vezes fico preocupado quando ouço falar da necessidade de ser batizado, como eu nunca fui. Isto irá impedir minha entrada no céu?

Quando o significado da morte e ressurreição de Jesus foi anunciado pela primeira vez, os ouvintes perguntaram: "O que devemos fazer?" Pedro respondeu: "Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados" (At 2.37,38). Mais tarde, em At 22.16, Saulo de Tarso recebeu a ordem: "E agora, por que te demoras? Levanta-te, recebe o batismo e lava os teus pecados, invocando o nome dele". Não basta crer ou mesmo entristecer-se pelos nossos pecados. A salvação é um dom de Deus e jamais é obtida pelos nossos próprios méritos (Ef 2.8,9). O batismo não obtém a salvação, mas satisfaz a exigência necessária para receber o dom gratuito. O céu não pode ser alcançado a não ser que morramos e nasçamos de novo (Jo 3.3,50). O batismo é necessário porque expressa nossa confiança em Jesus, sendo o meio que a Bíblia nos ensina para pedir a Deus que nos levante em novidade de vida (Rm 6.4). Do mesmo modo que o corpo de Jesus foi colocado no túmulo e depois ressuscitado por Deus, Deus nos ressuscita para a nova vida quando somos batizados.

A criança nasce com pecado ou ela é pura até que saiba fazer diferença entre o que é certo e errado?

A criança é pura até que tome a decisão de rebelar-se contra Deus. Em Mc 10.13-15, Jesus abençoou as criancinhas e disse: "Porque dos tais é o reino de Deus". Em nenhum ponto a Bíblia indica que as crianças nascem com a culpa do pecado de Adão. O pecado é sempre uma transgressão da lei de Deus (1Jo 3.4). Pecar é não fazer o que sabemos ser bom (Tg 4.17), é declarar nossa independência de Deus. O pecado e a culpa resultam de nossa rebelião contra Deus.

Se o batismo é necessário para a salvação, como o ladrão na cruz foi salvo?

O ladrão na cruz não estava sujeito ao batismo que vigora hoje, pois quando ele morreu esse mandamento não fora ainda dado. O primeiro caso de batismo em Jesus para o perdão de pecados deu-se no dia de Pentecostes (Atos 2), cerca de cinquenta dias depois da Páscoa em que Jesus ordenou aos discípulos, pouco antes de subir ao céu, que batizassem aqueles que cressem (Mt 28.18-20). Isto aconteceu cerca de quarenta dias depois da crucificação, quando houve a conversa com o ladrão na cruz.

Eu só tinha cinco anos quando fui batizado, mas não me lembro. Devo ser batizado de novo?

Se a pessoa nem sequer se lembra de seu batismo é duvidoso que houvesse uma consciência real de culpa (At 2.37). O batismo é um ato consciente, um ato determinado que indica que não mais iremos rebelar-nos contra Deus (Rm 6). Com a crucificação do "eu" um novo ser nasce em Cristo, emergindo do batismo uma nova criatura.

Cometi muitos pecados em minha vida. Deus me perdoará depois do que fiz?

Jesus disse: "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (Jo 3.16). Deus ama o mundo inteiro e todos estão convidados a aproximar-se dele. Rm 10.13 enfatiza que todos são convidados, sem levar em conta o seu passado. Esta passagem diz: "Todo aquele que invocar o nome do Senhor, será salvo". Isto significa que não existe pecado que Deus não perdoe quando a pessoa se achega a Cristo, obedecendo aos seus mandamentos e com fé passa a seguir a vida cristã.

Somos influenciados pelos pais, ambiente, civilização, religiões diferentes; até que ponto então somos livres?

Deus não nos fez para que agíssemos como autômatos. Ele quer que nós o sirvamos por amor. Deus nos deu uma vontade que torna possível colocá-lo acima de qualquer outra influência. Ele não teria ordenado que lhe prestássemos obediência se não tivéssemos liberdade para atender a essa ordem. Existe um risco nesse tipo de liberdade porque se não nos decidirmos a servir a Deus, seremos moldados por outras influências.

Deus condenaria pessoas inocentes, ignorantes, que estariam dispostas a aceitá-lo se soubessem no que deveriam crer? O que dizer daqueles que nunca tiveram oportunidade de conhecer Cristo?

Supomos falsamente que existem pessoas no mundo que nada sabem a respeito de Deus. A Bíblia diz que a criação que nos cerca revela claramente o poder eterno de Deus e sua divindade (Rm 1.14-20). Assim sendo, Deus não é revelado apenas na Bíblia, mas também nas coisas feitas por ele. Não se trata simplesmente de algumas pessoas não conhecerem a Deus e, portanto não poderem aproximar-se dele, mas dos homens não responderem à revelação que lhes é feita. Rm 1.20,21 diz: "Tais homens são por isso indesculpáveis; porquanto, tendo conhecimento de Deus não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato". As pessoas que nunca ouviram falar do Deus verdadeiro são uma "lei para si mesmos" (Rm 2.14). Mas os pagãos nem sequer observam esta lei. Todo homem precisa do perdão que vem através de Cristo. Os que jamais tiveram uma oportunidade de saber isso serão julgados com justiça e misericórdia. A única esperança segura está no sangue de Jesus Cristo.

A passagem em João 3.5 justifica o batismo de crianças?

Não. O batismo de crianças não é ensinado em qualquer passagem da Bíblia. O batismo do Novo Testamento exige que a pessoa tenha capacidade para crer e arrepender-se de seus pecados (At 8.12; At 2.38). As crianças não têm capacidade para nenhuma dessas coisas e, portanto não se qualificam como candidatos ao batismo. Além disso, desde que as crianças não têm culpa de pecado, não há necessidade de serem batizadas. No passado, as crianças eram batizadas por se julgar que se morressem sem ele não poderiam entrar no reino dos céus. João 3.5 ensina que a pessoa deve nascer da água e do espírito a fim de entrar no reino dos céus. A passagem não está falando de crianças, mas apenas daqueles que crêem (Jo 3.14,15).

Se o sacrifício do sangue de touros e bodes não servia para expiar os pecados dos homens, por que Deus ordenou então tais sacrifícios?

Em Hb 9.23 aprendemos que os mesmos eram símbolos ou cópias das coisas celestiais. Assim sendo, os sacrifícios de animais no templo prefiguravam o sacrifício de Cristo que foi oferecido diante de Deus no céu pelos pecados do mundo (Hb 9.11-14).

Deus perdoa todos os pecados?

A capacidade de perdão de Deus é ilimitada. Deus só não pode perdoar aqueles que não se arrependem (Lc 13.3). Assim sendo, o arrependimento é necessário para obter perdão. Em 1Jo 1.9 a Bíblia diz que se confessarmos os nossos pecados, Deus é fiel e justo e irá perdoar nossos pecados, purificando-nos de toda injustiça.

Por que a água é tão necessária no batismo? Isto torna tudo tão material e julguei que Deus aprecia o que é espiritual.

O Novo Testamento é bem claro, indicando que o batismo é um ato de imersão na água. O batismo acha-se associado com a água nas seguintes passagens das escrituras: Mt 3.6; Mc 1.9; Jo 3.23; At 8.36-39. O uso da água não tira o significado espiritual do batismo. Em 1Pe 3.21 a Bíblia diz que o batismo não é a remoção da sujeira do corpo, mas um pedido a Deus de uma consciência limpa através da ressurreição de Jesus Cristo. Portanto, é necessário que a pessoa confie na ressurreição de Jesus Cristo ao batizar-se. O Ato da imersão na água é a forma como pedimos a Deus para purificar-nos de nossos pecados através da ressurreição de Jesus.

Os que são batizados por aspersão ou derramamento não são salvos mesmo que acreditem nesse tipo de batismo?

A aspersão e o derramamento não são métodos bíblicos de batismo. A palavra traduzida "batismo" na Bíblia significa imersão. De que adianta especular sobre os que não foram batizados como a Bíblia ensina quando toda dúvida pode ser removida pela submissão ao método do Novo Testamento? Com humildade, devemos tentar ensinar a tais pessoas o caminho do Senhor ais perfeitamente (At 18.24-28).

O que acontece á alma das crianças não-batizadas quando morrem?

A Bíblia diz que o salário do pecado é a morte (Rm 6.23). Quando a pessoa é tentada e cede, praticando o que é mau, isso é pecado (Tg 1.3-15). Se a criança é incapaz de escolher entre o certo e o errado e, portanto não tem culpa de pecado, ela não receberá o castigo da morte eterna.

A pessoa pode ser batizada por qualquer cristão ou isto deve ser feito por um ministro?

No Novo Testamento, o batismo é um ato que coloca a pessoa no corpo de Cristo (Gl 3.27). O batismo extrai o seu poder da sua semelhança com a morte e ressurreição de Jesus (Rm 6). Assim sendo, o seu poder e efeito não dependem da pessoa que batiza, mas sim de Deus que autoriza o batismo. A pessoa que está sendo batizada pode preferir que um cristão, qualquer cristão, a batize. Todavia, se isso não for possível, ela não deve hesitar em pedir a outra pessoa.